O Ciborrense

Pesquisa

Ir al Contenido

Jardim de infância

Instituições

A Creche, nasceu da “necessidade que se notava na aldeia". Os pais iam trabalhar para o campo e não tinham com quem deixar as crianças e muitos deles levavam as crianças para o campo”. Inicialmente era só com a alimentação e a higiene. “Não havia tanto os objectivos da parte pedagógicas que proporcionem um desenvolvimento harmonioso integral das crianças, assegurando cuidados de higiene, saúde e prevenção das crianças a experimentar e a descobrir através de vivências diárias, dando à criança o sentido de viver em grupo e partilhar, prepará-las para as fases seguintes, da escola, completar as actividades escolares, através de programas de ocupação de tempos livres, onde eles fazem trabalhos, colaborar com a família através de acções de informação e formação para melhor conhecimentos e desenvolvimento às crianças.
Quando se fala nas principais diferenças de um meio rural, em termos de crescimento e desenvolvimento da criança, a Educadora Responsável, refere, o que tem vindo a notar-se: “Inicialmente, as pessoas colocavam aqui as crianças não com o objectivo delas se desenvolverem nas várias áreas, mas mais para compensar a falta de lugar para as colocar.
E agora, com um longo trabalho, mostramos para o extrior o que é cá feito e já há pais que nos contactam para colocar os filhos no sentido de os ajudar para as etapas que vêm a seguir. Isso é uma luta que se vai conseguindo vencer”.
E isto acontece porque há actividades que se praticam que lhes dão conhecimentos através do contacto directo com as coisas, desde passeios ao extrior, jogos no extrior, jogos cá dentro: “Depois temos as áreas, o cantinho das almofadas, o cantinho das pinturas. Tentamos estimular a parte lúdica.
O contacto com o exterior, o poder ir para fora, o contacto com a natureza, o poder mexer na terra, observar animais, os bichos, as lagartas, as lagartixas, os passarinhos.
Muitas das nossas crianças nos meios urbanos estão privados disso. Têm o cimento e o asfalto, a casa e o jardim de infância e não têm momentos ao ar livre”. Quanto às dificuldades, existe um pequeno pormenor que a Educadora Responsável, diz sentir-se: “Sair para o extrior, a nível de transportes.
O Centro Social não tem transportes suficientes para nós o fazermos, e a Câmara, como não somos só nós, não nos pode estar sempre a auxiliar”.

Jardim de Infância do Ciborro

Inicio | Notícias | Agenda | Desportos | Turismo | Ciborro | Instituições | Contactos | Mapa del Sitio


Regresar al contenido | Regresar al menú principal